Anielle Franco, irmã da vereadora Marielle Franco, morta em 2018
Reprodução
Anielle Franco, irmã da vereadora Marielle Franco, morta em 2018

Anielle Franco, irmã da vereadora Marielle Francoassassinada pela milícia do Rio de Janeiro em 2018 — se manifestou sobre as menções feitas pelo ex-governador Wilson Witzel a Marielle em sessão da CPI nesta quarta-feira (16). Em um dos momentos da oitiva, ele  disse que foi 'perseguido' por investigar a morte da vereadora.

Nas redes sociais, Anielle lembrou que Witzel se elegeu quando era parte de um grupo político contrário ao avanço das investigações. Em um dos momentos da campanha, Witzel e os deputados Daniel Silveira e Rodrigo Amorim quebraram uma placa que homenageava Marielle.

“Na hora de apoiar a quebra da placa não colocou a culpa na minha irmã… Subiu, fez charminho, riu, e achou lindo! Agora quer usar o nome dela de escudo? Assuma seus atos @wilsonwitzel Eu heim! Nos poupe de passar ainda mais raiva nesse país!”, disse Anielle .


“Mas ele como governador era o mínimo a ser feito e mesmo assim, depois de 1190 dias, ainda não sabemos o mandante do crime. Quem mandou matar Marielle e por que?", completou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários