Filipe Martins fez sinal com a mão enquanto presidente do Senado discursava
Reprodução
Filipe Martins fez sinal com a mão enquanto presidente do Senado discursava

O Ministério Público Federal ( MPF ) denunciou nesta terça-feira (8) Filipe Martins , assessor especial para Assuntos Internacionais da Presidência da república por conta de um gesto feito com as mãos.

Em março deste ano, durante sessão no Senado Federal , Filipe foi flagrado fazendo um sinal de “OK” com as mãos, que, todavia, é usado por grupos supremacistas brancos. Os três dedos levantados formam a letra ‘W’, e o polegar junto ao indicar a letra ‘P’, formando a frase “White power” (Poder branco, em português).

Em nota divulgada pelo MPF, e dito que “fica evidente” que o assessor de Bolsonaro “agiu de forma intencional e tinha consciência do conteúdo, do significado e da ilicitude do seu gesto”. 

Filipe Martins, que negou as acusações e disse estar apenas ajustando a lapela do seu terno, responderá por descriminação e preconceito de raça na lei de crimes raciais. Caso condenado, poderá ser preso, pagar multa de no mínimo R$ 30 mil e perder direito de exercer cargo público.


“A denúncia apontou que Filipe apresenta padrão de comportamento e difusão de ideias ou símbolos extremistas . A peça cita diversos tuítes postados pelo denunciado contendo frases e citações com referências históricas utilizadas por militantes racistas e assassinos”, diz trecho da nota divulgada pelo Ministério Público.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários