Nise Yamaguchi prestou depoimento à CPI da Covid nesta terça-feira (1º)
Divulgação/Agência Senado/Jefferson Rudy
Nise Yamaguchi prestou depoimento à CPI da Covid nesta terça-feira (1º)

Jair Bolsonaro (sem partido) criticou a forma como sendores conduziram o depoimento da médica Nise Yamaguchi na CPI da Covid nesta terça-feira (1º) . O presidente atacou o relator da comissão, Renan Calheiros (MDB-AL), e disse que a médica foi "humilhada".

"Hoje estava a Nise Yamaguchi, estudiosa no assunto [pandemia da covid-19]. Está sendo humilhada. Uma covardia. Um cara com 17 inquéritos, PHD em corrupção. Ficaram tentando fazer o quê? Olha que ridículo (...) Ficaram batendo uma hora na nise", bravejou Bolsonaro durante papo com apoiadores em Brasília. 

Nise Yamaguchi, de 62 anos, é uma das principais defensoras da hidroxicloroquina no tratamento da Covid — apesar de a ineficácia do remédio já ter sido comprovada por diversos estudos científicos.

Em depoimento à CPI, a médica defendeu o uso do remédio, mas negou que aconselhava constantemente as políticas de saúde do governo Bolsonaro. Ela também negou ter participado de pedido para que a bula da cloroquina fosse modificada — contradizendo o que foi dito  pelo presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários