Governador João Doria e o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas
Eduarda Esteves/iG
Governador João Doria e o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas

O governador de São Paulo João Doria (PSDB) repercutiu o depoimento do diretor do Instituto Butantan Dimas Covas na CPI da Covid nesta quinta-feira (27). “Falou apenas a verdade, verdade incontestável”, declarou o tucano pelas redes sociais.

Na visão de Doria, as falas de Covas “elucidaram pontos fundamentais”, e a partir disso, “demonstrou equívocos e incapacidades do governo Bolsonaro”.

Confira o tuíte:

Na oitiva que durou cerca de 7 horas, Dimas Covas revelou que o Butantan  poderia ter entregado 60 milhões de doses da CoronaVac ao ministério da Saúde em 2020 caso o governo federal tivesse respondido à oferta e firmado contrato desde o primeiro contato feito pelo Instituto em julho de 2020. 

 Além disso, o diretor do Butantan afirmou que o governo não estimulou a produção da CoronaVac. "A vacina não teve apoio na hora que foi solicitado, isso poderia ter dado uma velocidade maior no desenvolvimento. Poderíamos ter um quantitativo maior de vacinas disponíveis no Brasil", disse Dimas Covas na sessão do Senado .


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários