Ex-superintendente da PF no Amazonas, Alexandre Saraiva
Reproduçao TV Globo
Ex-superintendente da PF no Amazonas, Alexandre Saraiva

O delegado Alexandre Saraiva , ex-superintendente da Polícia Federal do Amazonas, foi transferido nesta quinta-feira (27) para a delegacia da PF em Volta Redonda, na região Sul do Rio de Janeiro.

Ele havia sido afastado do seu cargo anterior em abril, após apresentar uma notícia-crime contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles .

Saraiva entrou em rota de colisão com Salles após a Operação Handroanthus , que apreendeu um volume histórico de madeira ilegal no Pará, em novembro do ano passado. Pouco depois da ação, feita pela PF do Amazonas sob o comando de Saraiva, o ministro saiu em defesa das madeireiras, afirmando que o material apreendido era legal.

A conduta de Salles fez com que o delegado apresentasse um notícia-crime contra ele ao Supremo Tribunal Federal ( STF ) acusando-o de dificultar a ação fiscalizadora do poder público no meio ambiente, exercer advocacia administrativa e integrar organização criminosa. Logo depois, Saraiva foi afastado da superintendência da PF do Amazonas.

Você viu?

A ministra do STF Cármen Lúcia encaminhou a acusação de Saraiva à Procuradoria-Geral da República (PGR). Hoje, Salles também é alvo de uma investigação da Polícia Federal por suposta participação em esquema de favorecimento ao contrabando de madeira na Amazônia.

A ida de Salles para Volta Redonda não é algo inédito em sua carreira. O delegado já chefiou a delegacia da PF na cidade entre 2009 e 2010. O delegado foi procurado, mas não quis comentar a transferência.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários