Deputado federal Giovani Cherini (PL) relacionou morte de Bruno Covas com uso de máscara
Reprodução Câmara dos Deputados
Deputado federal Giovani Cherini (PL) relacionou morte de Bruno Covas com uso de máscara

 O vice-líder do governo na Câmara, deputado Giovani Cherini (PL-RS) criticou o uso de máscaras no combate à proliferação da Covid-19 e atribuiu a morte do prefeito de São Paulo Bruno Covas (PSDB) ao uso do equipamento facial durante fala na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) nesta segunda-feira (17).

"Falaram tanto do nosso querido e saudoso Bruno Covas. A máscara que ele usou durante toda a campanha pode ter prejudicado o câncer que ele teve", afirmou, sem apresentar nenhuma evidência da correlação.

Ainda em sua fala, disse que a “máscara tem causado ansiedade nos brasileiros”.

A deputada Sâmia Bomfim (PSOL-SP), que participava da sessão, classificou como “muito grave” a fala de Cherini. A presidente da Comissão, Bia Kicis , também aliada ao presidente, cortou a fala de Sâmia.

Confira trecho da discussão na CCJ:


Bruno Covas , prefeito de São Paulo, morreu no último domingo (16), aos 41 anos. Ele enfrentava um câncer no sistema digestivo desde 2019. Recentemente, a equipe medica do político descobriu que o câncer passou a ser uma metástase, se espalhando nos ossos e no figado, o que agravou a condição de saúde de Bruno.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários