Prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSD-MG)
Reprodução
Prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSD-MG)

O prefeito de Belo Horizonte  Alexandre Kalil (PSD) anunciou abertura das atividades não-essenciais na capital mineira a partir desta quinta-feira (22).

Kalil admitiu em entrevista coletiva que gostaria de ter aliviado as medidas restritivas contra a pandemia da Covid-19 já na semana passada, mas foi convencido por autoridades sanitárias e pelo secretário de saúde a adiar:

“A maior prova que o prefeito não manda é que eu queria abrir quarta-feira passada. Fizemos uma reunião. Contra a ciência, não há achismos. Quando os infectologistas e o secretário colocaram os números na mesa e demonstraram que havia temeridade, que poderíamos aguardar mais uma semana, eu me rendi ao que sempre disse, à ciência”, declara.

Após quase um mês na fase roxa , a mais restritiva da pandemia, a capital mineira entra na fase vermelha, o que possibilita a abertura, ainda que gradual e em horários reduzidos de certas atividades.

Você viu?

Em números revelados nesta segunda-feira (19) pelo Secretário de Saúde de BH , Jackson Machado, os números relacionados a pandemia estão em queda na cidade mineira. A ocupação de leitos de UTI , que chegou a passar dos 100%, está atualmente em 81,1%, na enfermaria, 58,9%, e o índice de transmissão (RT) está em 0,90, o que indica queda.

"Que me conste, não há nenhum município em condição espetacular melhor que a nossa cidade”, afirma Kalil ao defender a reabertura gradual das atividades.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários