Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Senado
Pedro França/Agência Senado
Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Senado

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) iniciou, nesta terça-feira (13), a sessão que deve instaurar a CPI que investigará a atuação do governo federal no combate à pandemia da Covid-19 no país. A determinação para que o Senado instale a pandemia foi feita  pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso.

A proposta da CPI, elaborada pelo Senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP), foi assinada por 32 senadores . O número mínimo necessário para a instauração da Comissão Parlamentar de Inquérito é 27 assinaturas.

A Secretaria-Geral da Mesa do Senado negou a manobra dos governistas que pediam que a comissão apurasse, também, a atuação dos estados e municípios diante da crise sanitária. 

Antes da leitura do requerimento, o senador Eduardo Gomes, líder do governo no Congresso, pediu que a CPI não seja tratada enquanto for "impossível ter sessão presencial com segurança sanitária", devido à situação da pandemia no país. O pedido é seguido por outros senadores governistas.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários