Vereador Fernando Holiday, que agora está sem partido
André Bueno / CMSP
Vereador Fernando Holiday, que agora está sem partido

vereador de São Paulo,  Fernando Holiday anunciou nesta segunda-feira (5) que foi expulso do Patriota, partido no qual era filiado, sob a alegação de infidelidade partidária.

Crítico do governo Bolsonaro , Holiday foi alvo do processo de expulsão após se recusar a declarar apoio formal ao candidato apoiado pela sigla à presidência da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Pelas redes sociais, o vereador, ex- membro do Movimento Brasil Livre ( MBL ), acusa o partido de pretender se aliar ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Holiday ainda teceu críticas ao governo federal, acusando-o de “destruir o país”.

Confira o tuíte:

Além do vereador, outros nomes conhecidos por serem liberais devem passar pelo mesmo processo de infidelidade partidária, como o vereador Rubinho Nunes e o deputado estadual Arthur do Val, o "mamãe falei” , segundo informações do jornalista Fábio Zanini, da Folha.

Sem partido desde novembro de 2019, quando anunciou a saída do PSL , e com o iminente fracasso da criação do Aliança pelo Brasil, Bolsonaro é “paquerado” pelo Patriota, que surge como uma opção para o presidente disputar a reeleição.

(Sob supervisão de Valeska Amorim)

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários