Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores
Roque de Sá/Agência Senado
Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores

O Palácio do Planalto já procura um nome para substituir o chanceler Ernesto Araújo no comando do Ministério das Relações Exteriores. O ministro vem sofrendo um processo de fritura por conta da forma como conduz as relações diplomáticas do Brasil. A informação é do blog da jornalista Andréia Sadi.

Nos bastidores, o chanceler não conta com apoio nem no próprio governo. Apenas alguns integrantes da ala ideológica, como o assessor Filipe Martins e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) defendem a permanência de Araújo no cargo.

Para tentar reverter a sua situação, o ministro se reuniu na manhã desta quinta-feira (25) com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) , e fez uma prestação de contas sobre as medidas que o Itamaraty tem tomado para combater a pandemia da Covid-19 . A conversa, porém, não convenceu Lira.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), também se encontrou nos últimos dias com embaixadores de outros países em busca de soluções para o atraso das vacinas.

Entre os nomes cotados por senadores e integrantes do Planalto, por enquanto, estão os do ex-presidente da República e atual senador Fernando Collor (PRB-AL) e de senador Antonio Anastasia (PSDB-MG).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários