O presidente Jair Bolsonaro demitiu o ministro Luiz Henrique Mandetta em meio a primeira onda da Covid-19
Pablo Jacob/Agência O Globo
O presidente Jair Bolsonaro demitiu o ministro Luiz Henrique Mandetta em meio a primeira onda da Covid-19

A Secretaria Especial de Comunização Social (Secom) apagou o nome do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta de publicação feita pelo  presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para divulgar vídeo nesta terça-feira (23).

O órgão de comunicação do governo divulgou vídeo nas redes sociais nesta terça para ‘desmentir’ informação de que o governo federal negligenciou as vacinas contra o novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Logo no início do vídeo, é apresentado um tuíte do presidente onde ele informa que os testes de imunizantes contra Covid-19 em humanos haviam sido iniciados, mas o nome de Mandetta , que está na publicação, foi apagado.


Veja a diferença entre as publicações:


Publicação da Secom omitiu nome de Mandetta ao falar sobre vacinação
Reprodução Twitter
Publicação da Secom omitiu nome de Mandetta ao falar sobre vacinação



Você viu?



A retirada do nome do médico se dá pelo fato de que Luiz Henrique Mandetta foi o 1º ministro a ser demitido por Bolsonaro, ainda no início da pandemia, em abril do ano passado, após divergência sobre a condução da Saúde.

Desde então, ambos trocaram criticas e ofensas publicamente .“Se o governo tivesse as vacinas, não teríamos colapso", declarou o médico em entrevista ao iG, ao comentar atraso no plano de imunização.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários