Outdoor foi instalado em Goiânia pela UNE
Reprodução
Outdoor foi instalado em Goiânia pela UNE

Menos de 24 horas após ser instalado em Goiânia, um outdoor da União Nacional dos Estudantes (UNE) — com críticas ao governo e os dizeres "Bolsonaro genocida" — foi destruído na tarde desta quinta-feira. A iniciativa foi feita em solidariedade à professora Ericka Suruagy, da Universidade Federal Rural de Pernambuco, e ao sociólogo Tiago Costa Rodrigues, investigados pela Polícia Federal por também promoverem outdoors críticos ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

"É uma postura de autoritarismo por parte dos apoiadores do presidente. Querem calar a voz dos e das estudantes. Mas agora estaremos ainda mais mobilizados para recolocar esse e novos outdoors por todo país. Seguiremos denunciando os crimes de Bolsonaro", afirma Regina Brunet, 1ª Vice-Presidente da UNE.

Você viu?

A entidade lançou hoje uma vaquinha online para arrecadar doações e financiar outros painéis pelo país. Segundo a UNE, a quantidade de doações teve crescimento expressivo após outdoor ter sido destruído e, em menos de cinco horas de campanha, já arrecadaram mais de R$ 10 mil. Os estudantes planejam começar a instalar os novos painéis onde houver maior número de doações.

Em uma rede social, a organização afirmou que não vai se calar, que está em contato com a empresa para recolocar o outdoor em outros lugares. "Vamos estampar no Brasil inteiro que Bolsonaro é genocida!", postou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários