Luiz Inácio Lula da Silva
O Antagonista
Luiz Inácio Lula da Silva

Nesta quinta-feira (18), Humberto Jacques de Medeiros, vice-procurador-geral da República, enviou para o Supremo Tribunal Federal , o último parecer para que o plenário da Corte possa seguir com o julgamento da decisão do ministro Edson Fachin, em relação à anulação das condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), na Operação Lava Jato. As informações foram apuradas pelo Metrópoles. 

No início desta semana, o ministro Fachin já havia declarado que somente após resposta da PGR , que o presidente do STF, o ministro Luiz Fux, poderia pautar se a decisão do julgamento seria favorável ou não ao colegiado. 

Através de documento enviado ao Supremo, a PGR questionou o recurso escolhido pela defesa do petista contra a decisão do ministro Fachin, que ressaltou a perda de objeto do pedido de suspeição do ex-juiz Sergio Moro , responsável pela condenação de Lula no caso do triplex do Guarujá. 

Os advogados do petista esperam dar seguimento aos habeas corpus, em que afirmam que ex-juiz Moro não poderia atuar com parcialidade na Lava Jato, mesmo depois da decisão de Fachin em anular condenações. 

 Com isso, caso Moro seja considerado suspeito, as investigações serão perdidas automaticamente. Em novo documento apresentado ao STF, a PGR ressalta que seja discutido no plenário do Supremo a perda do objeto da ação contra Moro. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários