Ludhmila Hajjar foi cogitada para assumir o lugar de Eduardo Pazuello no Ministério da Saúde
Wanezza Soares/Divulgação
Ludhmila Hajjar foi cogitada para assumir o lugar de Eduardo Pazuello no Ministério da Saúde

O hotel onde a médica cardiologista Ludhmila Hajjar ficou hospedada em Brasília disse que não houve nenhum "incidente" enquanto ela esteve hospedada. A intensivista ficou de domingo (14) para esta segunda-feira (15) B Hotel, um dos mais frequentados por clientes de elite. As informações são do portal Metrópoles .

Ao dar entrevistas à CNN Brasil e à GloboNews , disse que houve tentativa de invasão ao ser quarto, além de ter sido vítima de outras intimidações nas redes sociais depois que começou a ser cotada para assumir o Ministério da Saúde.

A gerência do B Hotel afirmou ao Metrópoles não ter havido qualquer comunicado de incidente com a hóspede. O gerente-geral George Durante disse ter checado o circuito interno de imagens para verificar alguma movimentação estranha.

"De fato, ficamos surpresos com a declaração da médica. Pelo que vimos, aparentemente não houve nenhum incidente. A não ser que ela tenha se hospedado em outro hotel antes de dar entrada aqui", disse.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários