Ministro da Secretaria-geral da Presidência da República Onyx Lorenzoni
Carolina Antunes/PR
Ministro da Secretaria-geral da Presidência da República Onyx Lorenzoni

O Supremo Tribunal Federal (STF) encerrou o processo que investiga o ministro Onyx Lorenzoni , da Secretaria-geral da Presidência da República, após o pagamento de uma multa de R$ 189 mil. Onyx era investigado por crime de caixa 2 que ele admitiu ter cometido em agosto do ano passado.

A extinção do processo foi feita pelo ministro Marco Aurélio Melo , que homologou no mês passado um acordo de não persecução penal firmado pelo Ministério Público Federal com Onyx.

"Com a juntada do comprovante de pagamento e a manifestação do procurador-geral da República, que apontou o integral cumprimento do acordo, cabe ao juízo competente decretar a extinção da punibilidade", informou o STF.

Onyx era investigado pela prática de falsidade ideológica eleitoral por doações não contabilizadas feitas pelo grupo que controla a empresa JBS nas campanhas eleitorais do político em 2012, no valor de R$ 100 mil, e 2014, no valor de R$ 200 mil. Os crimes foram revelados nos acordos de delação premiada de executivos da JBS.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários