Jair Bolsonaro voltou a incentivar o uso da Cloroquina, remédio sem eficácia, contra a Covid
Reprodução Facebook
Jair Bolsonaro voltou a incentivar o uso da Cloroquina, remédio sem eficácia, contra a Covid

Durante transmissão ao vivo feita pelas redes sociais nesta quinta-feira (11), o  presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a incentivar o uso da cloroquina contra a Covid-19.

Porém, desta vez, Bolsonaro falou em “Hidroxicloroquina em nebulização”:

“relatos que em poucas horas, (o paciente) se sentiria aliviado e partiria pra cura”, afirma.

Diversos estudos médicos publicados ao redor do mundo demonstraram que o remédio incentivado pelo chefe do executivo brasileiro é ineficaz para combater o vírus, assim como o ‘tratamento precoce’. “Não podemos negar tratamento fora da bula ao médico”, diz Bolsonaro sobre a prescrição da Cloroquina.

O Presidente ainda voltou a dizer que “não se pode tratar a Covid” incentivando as pessoas a ficarem em casa, e sem citar dados, aponta o aumento de casos de depressão e suicídios como “efeito colateral do ‘Fique em Casa”.

Ainda durante a transmissão, Bolsonaro criticou o ex-ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta , o chamando de “garoto propaganda da TV Globo”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários