Ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal
NELSON JR./STF
Ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal

O ministro Gilmar Mendes , do Supremo Tribunal Federal ( STF ), declarou nesta terça-feira (2) que o ex-presidente Lula (PT) merece ter um “julgamento justo” no processo que investiga a compra de um triplex no Guarujá, em São Paulo.

"Nós temos que encerrar essa preocupação midiática de julgar o Lula tendo em vista esse desiderato: fazê-lo inelegível. Eu sempre digo: Lula é digno de um julgamento justo", afirmou Gilmar em entrevista para a Rádio Bandeirantes.

Nesta segunda (1), o ministro Ricardo Lewandowski tirou o sigilo de mensagens trocadas entre Sérgio Moro e procuradores da Lava Jato. Para a defesa do petista, as conversas indicam imparcialidade do juiz no processo.

Confira o tuíte publicado na conta do ex-presidente:


O ministro do Supremo viu com preocupação os diálogos revelados entre os membros da Operação:

Você viu?

“De fato, eles revelam uma situação bastante preocupante do juiz Sérgio Moro como se fora um chefe da operação Lava Jato, como se fosse o coordenador dos procuradores”, afirma.

Gilmar inclusive cita uma “relação promíscua entre procuradores e juristas” ao comentar a atuação de Sergio Moro

Em várias passagens se verá que Moro assume as posições de um chefe do grupo da força tarefa, o Dallagnol faz consultas sobre como deveria proceder, Isso parece muito preocupante”.


    Leia tudo sobre: Lula

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários