O deputado Arthur Lira, do PP do Alagoas
Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados
O deputado Arthur Lira, do PP do Alagoas

Candidato à presidência da Câmara dos deputados , Arthur Lira (PP-AL), declarou nesta quinta-feira (28), que caso vença a eleição, “ninguém” terá influído no pleito. Apesar da fala, Bolsonaro declarou abertamente nesta semana que influenciou.

“Eu não ouvi ninguém dizer que vai influir na presidência da Câmara. Ninguém influi na presidência da Câmara. É diferente do que ele (Bolsonaro) pode ter dito. Eu sou um candidato. Se tiver a oportunidade de ser eleito, serei independente, altivo, autônomo e harmônico. Não vou procurar briga, nem insuflar nenhum tipo de discussão que sejam as propostas desse tipo de eleição. Nada, nem ninguém, vai tirar mais uma palavra minha nesse tipo de situação”, afirma Lira.

Na última quarta (27), o presidente Bolsonaro , após se reunir com deputados do PSL, que declararam apoio ao parlamentar do PP, disse que “se Deus quiser, vamos influir na presidência da Câmara”.

Você viu?

Segundo informações do Antagonista, o governo federal liberou, as vésperas da eleição na Câmara, marcada para o dia 1 de fevereiro,  R$ 630 milhões em emendas parlamentares, com o intuito de garantir a vitória de Lira sobre Baleia Rossi (MDB-SP), que é apoiado por Rodrigo Maia (DEM).

Apesar disso, Arthur Lira negou que haja qualquer interferência do Palácio do Planalto na disputa:

“Não estou vendo nenhum deputado assumir publicamente que está havendo interferência”.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários