Bolsonaro nadou em direção a banhistas e promoveu aglomeração em praia
Reprodução/Facebook
Bolsonaro nadou em direção a banhistas e promoveu aglomeração em praia

A prefeitura de Praia Grande , Raquel Chini (PSDB), minimizou a aglomeração que um  passeio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez nesta sexta-feira (1º) em uma praia na cidade e disse que não sabe se a contaminação do novo coronavírus (Sars-CoV-2) é possível. Em um vídeo publicado nas redes sociais de Bolsonaro, ele aparece saltando de um barco e nadando em direção a banhistas que se colocam em multidão ao redor dele.

"A gente tem outras aglomerações que ninguém comenta. Se você entrar nesses bailes que tem em várias cidades, bailes funks, que não parou nunca, eles continuam, ninguém quer enfrentar isso. Aglomerações imensas, literalmente. Pessoas bebendo, dançando, em ambiente fechado, galpão", disse Raquel Chini à coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo .

A tucana afirmou também que não é cientista e, por isso, não poderia "avaliar como se contamina na água salgada, se contamina". "Acredito que se tiver contato com uma pessoa que esteja contaminada eu estou correndo risco, independentemente de estar com 10, 15, 20 ou 100. Uma pessoa basta para a gente já ter contato, se o contato for próximo", disse. Ela não chegou a ver as imagens da aglomeração promovida por Bolsonaro.

"A gente trabalhou com orientação para que não aglomerasse, usasse máscara, percorrendo esses 22 km [de praias]. Mas é muito difícil esse controle, pois o efetivo que temos é o do dia-a-dia e o do dia-a-dia sazonal", completou a prefeita.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários