Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux
Fellipe Sampaio/SCO/STF
Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux

O ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), exonerou o secretário de Serviços Integrados de Saúde da Corte. O médico Marco Polo Dias Freitas havia solicitado à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) uma reserva de vacinas contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2) para ministros e servidores do STF .

À CNN Brasil, Fux afirmou que foi alvo de críticas por causa do pedido feito por Freitas. O  presidente do Supremo disse que não tinha conhecimento e não autorizou a solicitação.

Apesar disso, o ministro já havia defendido a medida anteriormente ‘para o Judiciário não parar’ .

"Nós também temos que nos preocupar para não pararmos as instituições fundamentais do Estado, nem o Executivo, nem o Legislativo, nem o Judiciário , normalmente integrados por homens e mulheres que já têm uma certa maturidade", disse Fux em entrevista à TV Justiça na última semana.

A exoneração foi assinada no último domingo (27) por Fux e pelo diretor-geral da Corte, Edmundo Veras dos Santos Filho, e passa a valer a partir desta segunda-feira (28).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários