Duda Salabert
Arquivo pessoal
Duda Salabert foi a vereadora mais votada em BH


A vereadora Duda Salabert (PDT) foi a mais votada nas eleição municipal em Belo Horizonte, com 37 mil votos, também é a primeira mulher trans a ser eleita para a Câmara Municipal . Duda publicou nas redes sociais que foi ameaçada de morte por e-mail.


A autoria foi atribuida a um grupo neonazista brasileiro , segundo as declarações dadas pela própria vereador com base na assinatura do e-mail. As ameaças também foram enviadas para a escola em que Duda dava aula, assim como para os donos do colégio e para a direção. Os autores da ameaça prometeram matar Duda e os alunos da escola, especialmente os negros e as mulheres.

“Estou sofrendo ameaças de morte. Sim, desde que ganhei a eleição venho recebendo mensagens não apenas de ódio, mas também de ameaças”, publicou nas redes sociais. “O email aparece assinado com o nome de ‘Ricardo Wagner Arouxa’. Procurei no Google e vi que é essa a assinatura de um grupo neonazista que atua no país. Hoje irei à delegacia fazer a denúncia para que a investigação chegue aos criminosos. Não vão silenciar minha luta por justiça social. Não vão me intimidar. Serão todos presos !”, escreveu Salabert.

Os e-mail envido pelos criminosos foi reproduzido pela vereadora em sua rede social. O grupo neonazista desfere palavras de ódio contra Salabert chamando a vereadora de "pedreiro de peruca".

“Enquanto você ganha um salário de vereador apenas por ser um pedreiro de peruca, eu estou desempregado, minha esposa está com câncer de mama e vivendo de auxílio emergencial. Eu juro, mas eu juro que vou comprar duaspistola [sic] 9mm no Morro do Engenho aqui no Rio de Janeiro. E MATAR TODAS AS VADIAS, TODOS OS NEGROS (que, infelizmente serão bem poucos, 1, ou 2 cotistas) E DEPOIS VOU TE MATAR”, diz o email.

O e-mail finaliza com intimidações violentas: “EU JÁ CONSIGO ESCUTAR OS GRITOS DE TERROR DAS VADIAS DENTRO DA MINHA CABEÇA E CHEGO ATÉ A EJACULAR ESPONTANEAMENTE. FICA O AVISO. E NÃO ADIANTA IR NA POLÍCIA OU DENUNCIAR NA MÍDIA!”. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários