Celso Russomanno (Republicanos) durante campanha eleitoral
Reprodução: iG Minas Gerais
Celso Russomanno (Republicanos) durante campanha eleitoral

Celso Russomanno (Republicanos) , candidato à prefeitura de São Paulo, se irritou ao ser questionado sobre sua queda nas últimas pesquisas eleitorais, e disse ser perseguido por estar alinhado ao presidente Jair Bolsonaro.

"Vocês perseguem o presidente Bolsonaro e estão me perseguindo por ser alinhado a ele", indagou Russomanno. "Vocês já estão apelando".

Nesta semana, o candidato do Republicanos entrou com uma ação na Justiça Eleitoral suspendendo a veiculação de uma pesquisa Datafolha sobre a intenção de voto para a prefeitura, a alegação de Celso era de que o levantamento estava em "desacordo com a legislação e a jurisprudência eleitoral".

O Jornal Folha de S.Paulo , responsável pelo instituto, alegou que Russomanno estava censurando a publicação.

Contudo, na noite da última quarta (11), a publicação foi autorizada, e os números indicaram queda de Russomanno , que têm 14% das intenções de voto, e perdeu a vice liderança para Guilherme Boulos (PSOL), que saltou para 16%.

O candidato afirmou que não questiona as pesquisas eleitorias, mas sim "a metodologia" utilizada, sem se justificar. Apesar da queda nos indíces, ele garantiu que disputará o segundo turno :

"Estamos acompanhando pesquisas na periferia e estou muito forte", afirmou. E ainda projetou: "Estaremos no segundo turno".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários