Deputado federal Celso Russomanno%2C candidato à Prefeitura de São Paulo pelo Republicanos
Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Deputado federal Celso Russomanno, candidato à Prefeitura de São Paulo pelo Republicanos

Na manhã desta terça-feira (10), o juiz Marco Antonio Martin Vargas, da 1ª Zona da Justiça Eleitoral de São Paulo, suspendeu a divulgação da pesquisa do Datafolha que aconteceria na noite de hoje sobre a eleição para a prefeitura de São Paulo. As informações foram dadas pela Veja .

O pedido para suspensão foi feito pela coligação do candidato Celso Russomanno (Republicanos) , alegando que a pesquisa não teria seguido determinações da legislação eleitoral quanto à divulgação de pesquisas.

Esta seria a quinta pesquisa divulgada pelo Datafolha desde o início da propaganda eleitoral no rádio e na televisão. Nos levantamentos realizados, Russomanno aparecia em queda: 29% (5 de outubro), 27% (8 de outubro), 20% (22 de outubro) e 16% (5 de novembro).

Foram mencionadas as seguintes irregularidades para suspensão da divulgação da pesquisa: ausência de ponderação dos entrevistados em relação ao nível econômico, ausência de assinatura ou de certificação digital do estatístico responsável pela pesquisa eleitoral e a irregular fusão de estratos quanto ao grau de instrução dos entrevistados.

Russomanno também diz que há “simulação tendenciosa de segundo turno diante da ausência de simulações sem a presença do candidato à reeleição Bruno Covas (PSDB)”.

O juiz Marco Antonio Martin Vargas deu um prazo para que o Ministério Público Eleitoral e a empresa Folha da Manhã S.A. apresentem suas alegações. O Datafolha também pode recorrer a outra instância para realizar a divulgação da pesquisa prevista para esta terça-feira. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários