Jair Bolsonaro ao lado dos ministros Braga Netto, Ricardo Salles e Luiz Eduardo Ramos.
Isac Nóbrega/PR
Jair Bolsonaro ao lado dos ministros Braga Netto, Ricardo Salles e Luiz Eduardo Ramos.

O presidente Jair Bolsonaro classificou nesta quinta-feira (29) os seus ministros de Estado como "os melhores ministros da história do Brasil".

A declaração foi dada durante cerimônia de entregas do governo federal em Imperatriz (MA) . Mais cedo, Bolsonaro participou de inauguração de trecho da BR-135, no estado.

O presidente fez elogios especificamente a Tarcísio de Freitas (Infraestrutura), Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo). Os dois últimos protagonizaram brigas públicas dentro do governo com outros ministros nas últimas semanas.

"Temos o  Ramos também que é meu amigo de 40, 50 anos, não sei. Um grande amigo da coordenação política que nos ajuda muito. Um dos aspectos mais importante da política é a confiança, e eu tenho confiança nesses nomes", afirmou.

Na semana passada, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, chamou Ramos de “Maria Fofoca" , após a publicação de uma nota da jornalista Bela Begale sobre a suspensão das atividades de brigadistas do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

A crise se estendeu por dois dias e terminou no domingo, após o ministro do Meio Ambiente pedir desculpas ao colega pelo “excesso”. Ramos respondeu afirmando que “uma boa conversa apazigua as diferenças”.

Na segunda-feira (26), durante reunião do Conselho do Governo, Bolsonaro cobrou de seus auxiliares que “lavem a roupa suja internamente”. O presidente disse que ele desponta como o maior prejudicado com as brigas entre os ministros.

Apesar disso, o ministro da Economia, Paulo Guedes, que já se desentendeu publicamente com o ministro do Desenvolvimento Regional, fez criticas nesta quinta-feira ao seu desafeto, durante audiência na comissão do Congresso sobre o novo coronavírus (Sars-CoV-2).

"A Febraban financia até programa de estudo de ministro gastador para ver se enfraquece ministro que defende acabar com esse privilegiozinho para esse cartoriozinho", disse, de acordo com o jornalista Lauro Jardim.

    Veja Também

      Mostrar mais