Sede da Anvisa
Divulgação
Sede da Anvisa

Nesta terça-feira (27), o presidente Jair Bolsonaro retirou a indicação de Roberto Ferreira Dias para diretor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) . A publicação foi realizada no Diário Oficial da União. As informações foram dadas pelo jornal O Globo .

Dias é o atual diretor de Logística do Ministério da Saúde. Em agosto, ele assinou um contrato na Saúde que está sob suspeita de irregularidades para a compra de 10 milhões de kits de reagentes utilizados em testes de Covid-19. O valor do contrato é de R$ 133,2 milhões.

A Diretoria de Integridade (Dinteg) do Ministério da Saúde repassou a suspeita de irregularidade ao Tribunal de Contas da União (TCU), que listou o caso como um dos dez maiores contratos de aquisição direta feita pela pasta da Saúde durante a pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

A Secretaria de Controle Externo da Saúde do TCU observou “diversas alterações na especificação do objeto ao ser contratado”.

Além disso, o relatório feito pelo TCU aponta para um pedido de reconsideração, apresentado pela empresa que ficou em segundo lugar no processo de aquisição emergencial, que alegava direcionamento à vencedora. O pedido foi ignorado pelos responsáveis e os outros integrantes da pasta não tinham conhecimento sobre ele.

Em nota, o Ministério da Saúde afirmou que irá cancelar a compra dos kits e instaurar um “procedimento interno para apurar a responsabilidade dos envolvidos”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários