Senador Fernando Collor (Pros-AL) foi denunciado em maio pelo crime de peculato
Marcos Oliveira/Agência Senado - 29.8.19
Senador Fernando Collor (Pros-AL) foi denunciado em maio pelo crime de peculato


A Polícia Federal cumpriu, nesta quarta-feira, um mandado de busca e apreensão em um endereço ligado ao senador e ex-presidente Fernando Collor (PROS), em São Paulo. As investigações apuram o pagamento de propina para a liberação de licença ambiental no Ibama, no Paraná. A operação foi autorizada pelo ministro Edson Facchin do Supremo Tribunal Federal (STF).

Você viu?


Segundo informações do G1 , foram cumpridos 12 mandados de busca e apreensão nas cidades de São Paulo, Curitiba e Pontal do Paraná, no Paraná, e Gaspar, em Santa Catarina. Investigadores apuram se, entre 2014 e 2015, foi pago propina para a liberação de uma licença ambiental de instalação no porto Pontal Paraná.

Batizada como ‘Quinto Ato’, a ação desta quarta-feira é um desdobramento da Operação Politeia, deflagrada em 2015, no âmbito da Lava-Jato , quando carros de luxo de Fernando Collor foram apreendidos. O senador ainda não se manifestou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários