Nesta terça-feira (21), o Ministério da Saúde anunciou que Eduardo Pazuello testou positivo para o novo coronavírus (Sars-CoV-2).
Reprodução
Nesta terça-feira (21), o Ministério da Saúde anunciou que Eduardo Pazuello testou positivo para o novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Apesar do  recente desentendimento entre Jair Bolsonaro e Eduardo Pazuello acerca da aquisição da vacina chinesa CoronaVac, auxiliares do presidente dizem que o ministro da Saúde segue “firme no cargo”. As informações foram dadas pela jornalista Carla Araújo.

Na última terça-feira (20), Pazuello anunciou, em reunião virtual com governadores, a compra de 46 milhões de doses da vacina contra Covid-19 do laboratório chinês Sinovac , que está sendo produzida em parceria com o Instituto Butantan em São Paulo. Nesta quarta-feira (21), porém, Bolsonaro afirmou que o governo federal não irá adquirir a vacina da China .

Além de contrariar o anúncio do ministro da Saúde , o presidente também disse a auxiliares, conforme divulgado pelo jornalista Lauro Jardim, que Pazuello estaria “querendo aparecer demais, está gostando dos holofotes, como o Mandetta”. 

Mesmo assim, auxiliares do presidente Jair Bolsonaro informaram, segundo a jornalista Carla Araújo, que Eduardo Pazuello segue "firme no cargo" .

Hoje, o secretário-executivo da Saúde, Elcio Franco, declarou que "houve uma interpretação equivocada da fala do Ministro da Saúde" e que o governo não se comprometeu com a compra da CoronaVac .

Franco também afirmou que foi apenas um protocolo de intenções e que nada será feito sem a aprovação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

    Veja Também

      Mostrar mais