suástica
Reprodução
Piscina com suástica e filho com nome de Adolf: candidato a vereador é expulso de partido

O professor de História Wandercy Antônio Pugliesi (sem partido) desistiu de concorrer a uma vaga para vereador na cidade de Pomerode, em Santa Catarina. Ele ficou conhecido  por ter uma suástica (simbolo nazista) no fundo de sua piscina. A renúncia foi cadastrada, neste domingo (18), no site do Tribunal Superior Eleitoral, com uma carta escrita por ele a mão.

No documento, Wandercy afirmou que a candidatura deverá ser ocupada por um suplente e alegou que desistiu porque sua campanha sofreu "forte campanha midiática de difamação".

"Ao ilustríssimo magistrado peço minhas escusas pela confusão por mim criada. Na primeira carta (8 de outubro do corrente) estava eu pressionado pela forte campanha midiática de difamação, na segunda carta (16 de outubro do corrente) me tocava reação de enfrentamento. Ambas assinadas no flagrar dos ânimos. Já esta presente a escrevo com serenidade e certeza de maneira que minha decisão é definitiva e irrevogável", escreveu o agora ex-candidato.

O pedido de cancelamento da candidatura já havia sido solicitado por três advogados que representam o professor, na última sexta-feira (16). Porém, uma hora após o primeiro registro, outros dois advogados informaram o desejo do político de continuar na disputa.

O Partido Liberal (PL) anunciou, na quinta-feira (8) deste mês, a expulsão de Wandercy Antônio Pugliesi, conhecido como "Professor Wander", após tomar conhecimento de atitudes no passado de apologia e admiração ao Nazismo. 

“Por não compactuar ideologicamente com o filiado, o PL encaminhou o desligamento do mesmo. O partido reforça sua firme posição contra todo tipo de apologia à discriminação racial, religiosa e social”.

    Veja Também

      Mostrar mais