Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente.
Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles , rebateu as críticas que Joe Biden, candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, fez à política ambiental brasileira. Para Salles, há uma “hipocrisia internacional”.

Biden mencionou, durante o debate eleitoral americano , a possibilidade de organizar uma coalizão internacional para destinar US$ 20 bilhões (cerca de R$ 115 bilhões) à preservação da Amazônia.

O candidato democrata à presidência dos Estados Unidos também disse que, caso o Brasil continue destruindo a floresta, o país poderá sofrer “consequências econômicas significativas”.

Diante dessas declarações, o ministro do Meio Ambiente ironizou o valor de US$ 20 bilhões. Em rede social, Salles escreveu: “Só uma pergunta: a ajuda dos USD 20 Bi do Biden, é por ano?”.

Posteriormente, em entrevista à CNN Brasil, Ricardo Salles classificou as falas de Joe Biden como “bobagem” e comparou o Pantanal com a Califórnia de 2020 e a Amazônia com a Austrália de 2019.

“Eu acho que é uma hipocrisia internacional acerca da Amazônia e do Pantanal”, disse o ministro. “É só o Brasil que recebe as críticas”, complementou.

    Veja Também

      Mostrar mais