Bolsonaro
Reprodução: O Dia
Declaração foi dada nesta sexta-feira (18) em Sinop, no Mato Grosso.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira que o Brasil é "exemplo para o mundo" na preservação ambiental. A declaração foi dada durante homenagem de produtores rurais ao presidente, em Sinop (MT).

"Nós estamos vendo alguns focos de incêndico acontecendo no Brasil, isso acontece ao longo de anos, e temos sofrido uma crítica mt grande, porque obviamente quanto mais nos atacarem melhor interessa para os nossos concorrentes, para aquilo que nos temos de melhor que é o nosso agronegócio", disse, acrescentando:

"Países outros que nos criticam não têm problemas de queimadas porque já queimaram tudo em seu país. Nós temos a matriz mais limpa energética do mundo, nós, proporcionamente, ocupamos a menor área para agricultura ou para pecuária que qualquer outro país do mundo. Nós somos um exemplo para o mundo".

Pouco antes de comentar sobre as queimadas, Bolsonaro disse, sem explicitar se era devido à fumaça provocada pelos incêndios, que seu voo teve de arremeter na manhã de hoje porque a "visibilidade não estava muito boa".

Durante a cerimônia, o secretário nacional de Assuntos Fundiários, Nabhan Garcia, chamou ditador militar Emílio Garrastazu Médici de "saudoso" e afirmou que a Amazônia é do Brasil e dos "produtores rurais".

"A amazonia brasileira é do Brasil, é dos produtores rurais. Presidente bolsonaro, quando muitos de nós chegamos aqui, a minha família chegou aqui em 1975, junto com muitos, aqui não tinha estrada, aqui não tinha cidade, aqui não tinha hospital, aqui so tinha gente com coragem de desbravar, chamadas pelo então presidente Emílio Garrastazu Médici, saudoso presidente Médici", disse.

Em seguida, fez críticas ao "pessoal do sapatinho engraxado da Avenida Paulista" e a "alguns bancos que nunca estiveram aqui". Segundo Nabhan, esses grupos "querem vender e entregar a nossa Amazônia para interesses escuzos daqueles que nao fazem o dever de casa la fora".

    Veja Também

      Mostrar mais