homem de terno e gravata
Rafael Wallace/Alerj-RJ
André Ceciliano, presidente da Alerj

Além do afastamento do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC) , o ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou busca e apreensão contra o deputado André Ceciliano, presidente da Assembleia Legislativa do Rio. Os agentes da PF cumprem mandados de busca e apreensão no prédio novo da Alerj, na rua da Alfândega, no centro do Rio. O GLOBO apurou que os agentes arrecadaram provas no gabinete da presidência que agora fica lá. Além disso, há agentes da PF no prédio anexo da Alerj, que fica junto ao Palácio Tiradentes, sede antiga.

A medida ocorre a partir de investigações da Procuradoria Geral da República (PGR), em parceria com a Polícia Federal (PF), e cumpre outros mandados de prisão e de busca e apreensão contra agentes públicos, políticos e empresários envolvidos, segundo a acusação, em crimes de corrupção e lavagem de dinheiro do grupo liderado pelo governador.

Entre os alvos de prisão da operação estão o presidente do PSC, Pastor Everaldo, já preso, o advogado Lucas Tristão, ex-secretário de Desenvolvimento Econômico de Witzel, e o médico e ex-prefeito de Volta Redonda Gothardo Lopes Netto.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários