candidatos negros
Senado Federal/Divulgação
Regra atual não prevê cotas para candidaturas negras no Brasil

Apenas 24% dos eleitos em 2018 são negros, apesar da população nacional ser majoritariamente desta etnia. Visando ampliar os horizontes para que candidatos negros consigam pleitear mais vagas no país, foi organizado na manhã desta quinta-feira (20) um "tuitaço" com a hashtag #AprovaTSE. A articulação teve como intuito dar reforço ao pedido que garantiria financiamento e tempo de propaganda promocional para candidaturas negras , que seria votado no Tribunal de Justiça Eleitoral.

O julgamento foi suspenso após o pedido do ministro Alexandre de Moraes . A discussão havia sido interrompida em junho e retornou nesta quinta-feira (20). Se a decisão for emitida ainda no mês de agosto, poderá mudar a forma com a qual a distribuição da verba de R$ 2 bilhões será feita nas eleições deste ano.

As petições foram feitas por mais de 150 grupos antirracistas , que tentaram pressionar os ministros do TSE. A pauta foi levada para a Corte após a deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ) questionar os recursos do fundo eleitoral e tempo de propaganda. Ela pediu que houvesse dentro dos partidos uma cota de 30% para candidatos negros.

    Veja Também

      Mostrar mais