serra
Roque de Sá/Agência Senado
Senador José Serra (PSDB-SP)


Um reportagem da CNN Brasil teve acesso a documentos da Odebrechet , que revelam que a contrutora presenteou durante cinco anos o ex-governador de São Paulo e atual Senador José Serra (PSDB-SP) com vinhos sofisticados e caros. 


As revelações foram feitas em delações premiadas que embasam as denúncias contra Serra apresentadas pelo Ministério Público Federal. As informações foram obtidas nos documentos que registraram as falas dos delatores e ex-executivos da empreiteira Carlos Armando Guedes Paschoal e Benedicto Barbosa. 

Uma planilha do  " Setor de Operações Estruturadas " esquematizava a distribuição de propinas. O senador José Serra aparece na planilha com dois apelidos, "careca" e "vizinho", já que morava próximo de outro delator, Pedro Novis, que organizava a distribuição de verbas.

Confira a reprodução da planilha com os anos em que Serra foi presentado:

Aniversário de 2007
6 garrafas Alma Viva Primeira safra 1997 Valor unitário: total: R$ 2.380 
6 garrafas Sena 2001 Valor da unidade: R$ 1.680 

Natal de 2007
12 garrafas Chadwick
Valor médio unidade: R$ 1.613

Aniversário de 2008
12 garrafas Don Melchor 2003
Valor unidade: R$ 720

Aniversário de 2009
6 garrafas Léoville Las Cases
Valor unidade: R$ 1.600 

Natal de 2009
6 garrafas Romanée Conti Grands Echezeaux
Valor unidade: R$ 21,5 mil 

Aniversário de 2010
6 garrafas Carmin de Peumo
Valor unidade: R$ 954

Natal de 2010
6 garrafas Chateau La Mission
Valor unidade: R$ 5,8 mil

Natal de 2011
6 garrafas Rousseau Clos-de-Beze
Valor unidade: R$ 3,5 mil

Em nota à CNN, a Odebechet declarou: “Esta notícia se refere a fatos narrados ou reconhecidos pela própria Odebrecht. São fatos antigos, mas com desdobramentos judiciais em curso. Não têm nada a ver com a Odebrecht de hoje. Desde que há quatro anos iniciou colaboração com a Justiça, revelando esses fatos do passado, a Odebrecht se transformou inteiramente. A empresa tem hoje controles internos rígidos, que reforçam o compromisso com a ética, a integridade e a transparência.”

    Veja Também

      Mostrar mais