Senadora Soraya Thronicke PSL
Roque de Sá/Agência Senado
Senadora Soraya Thronicke (PSL-MT)

A senadora do PSL do Mato Grosso do Sul, Soraya Thronicke, gastou desde o início de seu mandato  R$ 102.548,86 dos cofres públicos em monitoramento das redes sociais e aluguel de móveis e equipamentos para seu escritório em seu estado natal, segundo divulgou nesta sexta-feira (17) o portal Metrópoles.

Com a possível saída de Major Olímpio do PSL , Thronicke será a única integrante do partido no Senado.

Em um ano de mandato, a senadora gastou R$ 73,8 mil de dinheiro público com as redes sociais , de acordo com o Portal da Transparência do Senado Federal. Em junho deste ano, foram gastos mais de R$ 10 mil com a empresa que realiza a assessoria de Soraya Thronicke – um pagamento de R$ 7.430, e outro de R$ 2.282.

A senadora do PSL , no entanto, afirma que seus gastos são regulares e “bem abaixo dos limites estabelecidos”. Segundo informou em nota ao portal, os gastos com imóveis e equipamentos seguem as normas do Senado, já que esses materiais não são disponibilizados para escritórios de apoio.

Com o aluguel de equipamentos de escritório, como computadores, mesas, cadeiras e outros móveis , a senadora gastou R$ 28,7 mil. Por mês, ela gasta R$ 2.350 com a empresa SPL Produções, responsável pelo aluguel.

Além desses gastos, Soraya Thronicke gastou R$ 12,8 mil em passagens nacionais nos três primeiros meses de 2020 – R$ 5,2 mil a mais do que no mesmo período de 2019, quando gastou R$ 7,6 mil.

Nas despesas de locomoção, hospedagem, alimentação e combustíveis, a senadora do PSL usou R$ 20,5 mil entre janeiro e junho deste ano. O valor supera o total gasto por ela durante todo o ano passado, quando utilizou um total de R$ 20,3 mil.

“A senadora reafirma seu comprometimento e responsabilidade com os recursos públicos, mantendo em seu gabinete uma das menores equipes do Senado, reduzindo os gastos com pessoal”, disse a nota Soraya Thronicke, do PSL . ​


    Veja Também

      Mostrar mais