Segundo o parlamentar,
Michel Jesus/Câmara dos Deputados
Segundo o parlamentar, "Estado e Federação tem a obrigação" de proteger Queiroz para evitar tentativas de "queima de arquivo".

Através de seu perfil no Twitter, o deputado federal  Alexandre Frota (PSDB-SP) pediu que o ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz , fosse protegido. Segundo o parlamentar, "o Estado e a Federação tem a obrigação" de proteger Queiroz para evitar tentativas de "queima de arquivo".

Leia também:

Na postagem, Frota diz que enviou um ofício ao Ministério Público (MP) à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), ao Ministério da Justiça e ao governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC) pedindo proteção ao ex-assessor. Confira o tuíte:

Além disso, o deputado aproveitou a prisão de Queiroz para alfinetar a também deputada e apoiadora do governo de Jair Bolsonaro, Carla Zambelli  (PSL-SP). Em uma outra postagem, Frota disse que "Mãe Zambelli" perderia o emprego por não ter antecipado a operação que culminou na prisão do ex-assessor. 

Com o tuíte, Frota fez referência às acusações de que Zambelli estaria recebendo vazamentos de operações da Polícia Federal (PF) contra governadores. Confira o tuíte:


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários