Jair Bolsonaro
Marcos Corrêa/PR
Jair Bolsonaro

Contrariando as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), o presidente Jair Bolsonaro afirmou na noite da quinta-feira (8), em conversa com jornalistas na entrada do Palácio da Alvorada, que vai fazer um churrasco para cerca de 30 convidados no sábado.

Leia também: Defesa de Moro quer íntegra de gravação da reunião com Bolsonaro

“Estou cometendo um crime. Vou fazer um churrasco no sábado aqui em casa. Vamos bater um papo, quem sabe uma 'peladinha'", afirmou. Ele disse, ainda, que vai convidar alguns ministros e "servidores mais humildes", que não vai servir bebida alcoólica, mas vai pedir uma contribuição de R$ 70 por pessoa. Aproveitando o tom de brincadeira, o presidente chegou a convidar jornalistas presentes para participar da festa e jogar uma partida de futebol.

Mais cedo, ainda na quinta-feira, ele se reuniu com representantes do setor empresarial, com o ministro Paulo Guedes, da Economia, e com o ministro do STF Dias Toffoli para suplicar pelo relaxamento de algumas medidas contra o coronavírus em benefício do setor comercial. Na ocasião, Bolsonaro chegou a afirmar que a vida vale menos do que a liberdade.

Leia também: Concurso de máscara para crianças será lançado pelo Governo, afirma Damares

Os números mais atualizados da pandemia de novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil mostram que 135 mil casos da doença foram confirmados pelas Secretarias de Saúde estaduais e mais de 9 mil mortes já foram registradas oficialmente. Os estados do Rio de Janeiro e do Maranhão têm mais de 96% das Unidades de Tratamento Intensivo preenchidas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários