Palácio da Alvorada
Cayambe/Wikimedia commons
Palácio da Alvorada

O Palácio da Alvorada, onde o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) mora, em Brasília, tem tido problemas para conter uma proliferação de ratos desde o início de abril. 

Leia também: MPF investiga interferência política de Bolsonaro no Exército

Os ratos têm circulado livremente pelo jardim, bancos externos e banheiros da residência em busca de restos de comida, principalmente após o entardecer. No primeiro ano de mandato de Bolsonaro e nos governos de outros presidentes a aparição dos roedores era rara. 

A Alvorada é onde Bolsonaro recebe diariamente, mesmo durante o isolamento, seus apoiadores e também onde ele costuma conceder entrevistas para jornalistas. Em alguns dos dias, os ratos chegam até a se aproximar das pessoas que espera o presidente na frente da residência.

Leia também: DEM, PSD e Republicanos já fecharam com Bolsonaro

A Secretaria-Geral, responsável pela administração da residência de Bolsonaro , informou que em janeiro o local passou por uma desratização e que o procedimento foi repedito na última quinta-feira (23). A pasta também afirmou que "não há registro de ações recentes que justifiquem o aparecimento de roedores no local".


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários