Jair Bolsonaro
Agência Brasil
Bolsonaro precisa formalizar substitutos de Moro e Valeixo

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que "talvez" irá decidir nesta segunda-feira o novo ministro da Justiça e o diretor-geral da Polícia Federal, após as saídas de Sergio Moro e Maurício Valeixo, respectivamente. De acordo com Bolsonaro, ainda falta "tinta na caneta BIC" para definir as escolhas.

O atual ministro da Secretaria-Geral, Jorge Oliveira , é  o mais cotado para assumir a Justiça, enquanto o diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Alexandre Ramagem, deve ser escolhido para comandar a PF .

Leia também: MPF investiga interferência política de Bolsonaro no Exército

Bolsonaro esteve na rampa do Palácio do Planalto, para gravar imagens, no início da tarde desta segunda. Questionado se definiria as nomeações nesta segunda, respondeu que "talvez". Perguntando, então, sobre o que faltava, brincou: "Tinta na caneta BIC", disse, tirando uma caneta do bolso e fazendo com ela uma pose de arma.

O presidente também disse que estava na rampa para se "inspirar".

    Veja Também

      Mostrar mais