Osmar Terra arrow-options
Valter Campanato/ABr
Osmar Terra com Bolsonaro: ex-ministro foi o maior disseminador de fake news sobre o novo coronavírus

Cotado para assumir a vaga de Luiz Henrique Mandetta no comando do Ministério da Saúde, o deputado federal e ex-ministro da Cidadania Osmar Terra é o parlamentar que mais disseminou informações falsas sobre o Covid-19 no Twitter desde o início da pandemia no Brasil.

Leia também: "Fico até encontrarem meu substituto", diz Mandetta a revista

Segundo levantamento realizado pelo Radar Aos Fatos , que considerou os 1.500 tuítes sobre o novo coronavírus (Sars-Cov-2) com maior interação publicados por deputados ou senadores entre 20 de fevereiro e 8 de abril, foram 159 postagens com desinformações veiculadas por 22 parlamentares e que somaram cerca de 1,58 milhão de retuítes e compartilhamentos.

Terra foi responsável por 38 dessas postagens (23,9%) e 522.485 dessas interações (32,9%), garantindo assim o primeiro lugar no ranking. Na sequência, aparecem o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), a também deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) e o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos).

Ranking arrow-options
Reprodução/Radar Aos Fatos
Levantamento aponta parlamentares que mais disseminaram fake news sobre a doença

Crítico das medidas de isolamento social e apoiador do uso da  hidroxicloroquina no combate ao vírus, o ex-ministro já foi punido pelo Twitter por disseminar conteúdo considerado "fake news" por outros usuários e teve algumas de suas publicações removidas. Questionado pelo Congresso em Foco, Terra afirmou que "desinformacão é informação que a mídia não gosta ou não concorda".

Apesar dos principais nomes do ranking serem da base do governo, há espaço também para desinformação vinda da oposição. Entre os nomes que divulgaram informações incorretas,  aparecem Margarida Salomão (MG), Paulo Pimenta (RS) e Bohn Gass (RS), todos do PT .

Leia também: Irmão de Bolsonaro é barrado em açougue ao tentar burlar medida contra Covid-19

O levantamento apontou também quais foram os principais temas de fake news compartilhadas pelos parlamentares. Falas sobre a eficácia do isolamento e do uso da Cloroquina no tratamento de pessoas infectadas foram as mais difundidas, com mais de 500 mil interações cada. Efeitos da doença na economia, comparações com outras doenças e supernotificações de casos do Covid-19 também estiveram em alta.

    Veja Também

      Mostrar mais