Wilson Witzel fala em coletiva de imprensa arrow-options
DIVULGAÇÃO/GOVERNO DO RIO DE JANEIRO
Witzel pediu em publicação que novo ministro siga orientações da OMS


Após demissão do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), foi ao Twitter para elogiá-lo. Ele também fez ataques ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), dizendo que ele cedeu à política e ignorou a saúde das pessoas.

O tweet segue parabenizando Mandetta pelo trabalho voltado às medidas de combate ao novo coronavírus e pediu para que o novo ministro , o oncologista Nelson Teich , siga as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS). “Que Deus nos ajude”, diz o governador do Rio, que está infectado pela Covid-19 .

Leia também: O que pensa Nelson Teich, novo ministro da Saúde, sobre Covid-19


Mandetta fez o  anúncio de sua demissão no Twitter, na tarde de hoje. Esse foi o desfecho da relação entre ele e o Governo Federal, que estavam em constante discordância há semanas.


O principal motivo foi relacionado ao fato de ambos discordarem sobre o isolamento físico (novo termo utilizado pela OMS para o isolamento social ). Enquanto Mandetta seguia orientações da Organização Mundial da Saúde e adotava isolamento horizontal, o presidente defende isolamento vertical e fala em preservar economia. Bolsonaro falou em “divórcio consensual”.

Leia também: Após demissão de Mandetta, Bolsonaro fala em responsabilização por "excessos"

Após coletiva de imprensa ao lado do presidente, Teich assumiu oficialmente o posto de ministro da Saúde. 

    Veja Também

      Mostrar mais