Jair Bolsonaro e Rodrigo Maia
Carolina Antunes/PR
Jair Bolsonaro e Rodrigo Maia

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez duras críticas ao presidente Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), nesta quinta-feira (16) e disse que o parlamentar conspira contra o governo federal. Em entrevista à CNN Brasil , Bolsonaro cobrou mais respeito do deputado. "O Maia tem de me respeitar como chefe do Executivo", disse.

A afirmação foi feita após Bolsonaro criticar as medidas que o presidente da Casa vem tomando para enfrentar a crise do novo coronavírus (Sars-CoV-2). "O Brasil não merece a atuação dele na Câmara. Péssima sua atuação", afirmou.

Leia também: "O sistema de saúde não está preparado para marcha acelerada", diz Mandetta

Questionado sobre a possibilidade de uma interlocução entre os poderes para recuperar o dinheiro que está sendo investido na Saúde, o presidente disse que a economia da reforma da Previdência foi "engolida".

"O que nós projetamos de economia com a reforma da Previdência praticamente foi engolido em poucos meses. Não vou trair a minha consciência e deixar de falar a verdade. Eu lamento a posição do Rodrigo Maia nessas questões. Lamento muito a posição dele, que resolveu assumir o papel do Executivo", disse.

Leia também: Após demissão de Mandetta, Bolsonaro fala em responsabilização por "excessos"

Apesar do recado direto a Maia, Bolsonaro disse que não está rompendo com o Congresso, mas que ele está sendo alvo de ataques. "Não parece que ele quer amenizar os problemas, combater o vírus, não deixar que a economia vá para o espaço. Ele quer atacar o governo federal, enfiando a faca no governo federal para resolver os problemas de outro lado."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários