Prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivella
Ascom/Prefeitura do Rio de Janeiro
Prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivella

As medidas restritivas tomadas pela Prefeitura do Rio para conter a disseminação do novo coronavírus serão mantidas e não têm data para acabar. Foi o que afirmou Marcelo Crivella , em entrevista concedida no fim da tarde desta segunda-feira, no Riocentro, na Zona Oeste da cidade. O prefeito falou em um palco improvisado no Pavilhão 3, onde está sendo montado um hospital de campanha que terá 500 leitos dedicados exclusivamente a pacientes diagnosticado com a Covid-19 . O andamento das obras está em 90% e o hospital deve ficar pronto até domingo.

O prefeito endureceu o tom com relação aos empresários e comerciantes que estão desrespeitando as normas do decreto. Segundo ele, os estabelecimentos serão multados e, em caso de reincidência, poderão até ter o alvará cassado. De acordo com Crivella, a decisão de manter as medidas restritivas foi tomada pelo comitê científico formado pela prefeitura, que se reuniu durante quatro horas nesta segunda-feira.

"Nesta reunião foram debatidas todas as medidas de isolamento social tomadas pela prefeitura e a conclusão foi de que devem ser mantidas. Nesse momento, elas não poderão ser diminuídas. Além disso, foram ratificadas as recomendações de melhorar a performance de internação de idosos nos hotéis (apenas 50 das mil vagas foram preenchidas) e aprimorar o enfrentamento às aglomerações nas estações e no interior dos transportes públicos", disse Crivella.

Leia também: Gilmar Mendes elogia Mandetta e critica pessoas inexperientes do goveno

Você viu?

O hospital do Riocentro vai começar a receber pacientes a partir da lotação dos leitos do Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, em Acari. De acordo com Crivella, testes revelaram quatro funcionários do hospital estão com coronavirus. Entre os pacientes internações, 40% testaram negativo para a doença. Segundo Sebastião Bruno, quer está à frente das obras no Riocentro, a construção do hospital de campanha está na reta final.

"O hospital no Riocentro está com 16 dias de obras e chegando a 90% dos serviços executados. Falta concluirmos o centro cirúrgico e o centro de imagens, onde ficará o tomógrafo. Esse hospital deve ficar pronto até o final da semana", disse o secretário.

Leia também: Moro reconhece piora do contágio em presídios, mas diz que está 'sob controle'

Durante sua fala, Crivella fez um apelo aos idosos para que não saiam de casa e criticou comerciantes que não fecharam as portas, descumprindo o decreto municipal de enfrentamento ao coronavírus. Segundo a subsecretária de Vigilância Sanitária, Márcia Rolim, 142 estabelecimentos já foram multados por descumprir o decreto.

"Em 20 dias, recebemos 482 reclamações através do 1746, e 142 estabelecimentos foram ibfracionados por descumprirem o decreto. Qualquer estabelecimento que deixar de executar medidas sanitárias que visem a prevenção das doenças e sua disseminação está sujeito a multa de R$ 500 a R$ 2.500, interdição e até cassação."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários