Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta
Reprodução/TV Brasil
Mandetta anunciou medidas de combate ao coronavírus

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta , afirmou nesta quarta-feira (18) durante coletiva de imprensa que há casos confirmados do novo coronavírus que não estão sendo contabilizados nas estatísticas do governo federal e que a quantidade de pessoas contaminadas no Brasil ainda vai aumentar mais.

Para atender essa demanda, Mandetta anunciou que o ministério trabalha na produção de um milhão de kits médico-hospitalares para oferecer à população e estuda fazer parcerias com instituições que auxiliarão no atendimento à população. "A pasta busca outras soluções para aumentar essa produção e não descarta a possibilidade de comprar esses kits", disse o ministro.

Leia também: Prefeitura de São Paulo acusa Prevent Senior de omitir casos de coronavírus

Para os próximos dias, o ministério também deve anunciar um programa de teleatendimento , que será padronizado no Brasil. "Teremos dias duros, semanas cansativas, em que esse assunto vai nos trazer extremo estresse", afirmou Mandetta.

Segundo o chefe da pasta da Saúde, esse sistema permitirá que o próprio cidadão escolha os sintomas que ele tem em uma plataforma com opções pré-definidas ou digite essas informações. O resultado da análise será utilizado para dar orientações do que deve ser feito. A previsão é que essa ferramenta seja lançada na sexta-feira (20).

Testes por amostragem

Quanto aos testes realizados em pessoas com suspeita de contaminação, Mandetta afirmou que tudo o que é recomendado na história das epidemias é fazer testes em todos até quando não houver transmissão sustentada, que é quando o vírus é transmitido entre pessoas sem nenhuma delas tenha viajado para países infectados ou tenha convivido com indivíduos contaminados.

Depois disso, a orientação é realizar exames por amostragens. Ele afirma que a indicação do diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) de fazer teste em 100% das pessoas com sintomas é, do ponto de vista sanitário, um desperdício de recursos.

Leia também: Primeira infectada por coronavírus no Distrito Federal está em coma induzido

De acordo com os dados oficiais das secretarias de Saúde dos estados, divulgados na manhã desta quarta-feira (18), o Brasil registrava 372 casos da doença causada pelo coronavírus. O último balanço do Ministério da Saúde, no entanto, aponta que havia 291 casos confirmados. Os casos foram registrados em 19 estados e no Distrito Federal.


    Veja Também

      Mostrar mais