IstoÉ

Kim Kataguiri arrow-options
Reprodução
Kim Kataguiri criticou a declaração do ator José de Abreu sobre Regina Duarte

O deputado federal Kim Kataguiri ( DEM ) criticou o ator José de Abreu nesta quinta-feira (30). De acordo com o parlamentar, o ator está agindo como “terrorista” ao atacar a atriz Regina Duarte , que recentemente aceitou assumir o cargo de Secretaria Especial da Cultura do governo Bolsonaro . As informações são do jornal Folha de S.Paulo .

Leia mais: Aras adia novamente corte de assessores da Lava-Jato e áreas de investigação

Após a atriz ser indicada para o cargo, Abreu fez uma série de publicações contra Regina Duarte . Em uma delas, sugeriu que teria uma “história” com a atriz. “Eu sei o que fizemos na sua casa, na Barra da Tijuca. Eu sou artista, assumo meus vícios e me liberei deles”, escreveu ele nas redes sociais. A mensagem foi apagada momentos depois.

Em um vídeo publicado nas redes sociais, Kim Kataguiri afirma que Abreu “jogou baixissimo e partiu para um ataque pessoal da atriz”. “Sinceramente, eu não quero saber, e a maior parte da população brasileira tenho certeza que não quer saber e não está interessada no que você e outros artistas fizeram junto com a Regina Duarte , ou do que a atriz faz dentro da casa dela, na porta fechada dela”, afirmou.

“Não interessa. Não é porque ela é uma figura pública que ela precisa ter exposta a sua vida pessoal ou que ela precisa prestar contas do que ela faz na vida pessoal, no íntimo dela”, continuou. “De interesse público é saber como ela vai exercer esse cargo, quais são as políticas públicas que ela vai levar em frente, qual vai ser o diálogo dela com o parlamento, isso sim é de interesse público”, ressaltou o deputado.

O parlamentar ainda classificou como “nojento, mesquinho e asqueroso” as ameaças de Abreu contra Regina. Kataguiri afirmou também que o ator “não é simplesmente um cara com quem eu discordo”, mas sim “uma pessoa ruim, um cara podre, um cara nojento, que se utiliza de coisas que ele supostamente sabe da vida pessoal da Regina”.

Leia também: Filha e namorada presas e homem foragido: o que já se sabe sobre o crime no ABC

“Uma coisa é você expor uma divergência política, outra coisa é você descer no fundo do esgoto, mostrando o lixo, o rato que você é para tentar destruir a vida de outra pessoa simplesmente porque essa pessoa está se associando com alguém com quem você discorda politicamente, isso é realmente lamentável”, declarou.

“Fica aqui meu completo repúdio a atitude desse cara que deixou de ser militante e está agindo já como um terrorista psicológico pra cima da Regina . Minha solidariedade, que tem um trabalho sério, respeitável, desejo que ela faça um bom trabalho na secretaria de cultura e que aguente esses ataques, cada vez mais sujos e cada vez mais baixos”, completou.


    Veja Também

      Mostrar mais