Bia Kicis
Vinicius Loures/Câmara dos Deputados
Deputada foi expulsa por fazer divulgação de partido de Bolsonaro

O PSL decidiu expulsar nesta quinta-feira (12) a deputada federal Bia Kicis (DF) por fazer propaganda do Aliança Pelo Brasil, partido do presidente Jair Bolsonaro. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, uma notificação do presidente ad sigla, Luciano Bivar, a parlamentar cometeu "grave infração ética" e desrespeitou os princípios de fidelidade partidária estabelecidos no estatuto do PSL.

“É notório que a deputada em questão vem realizando campanha em favor do partido em formação denominado 'Aliança', e para tanto desacreditando a agremiação à qual pertence atualmente”, escreveu Bivar.

Leia também: Dias após Paraisópolis, Eduardo Bolsonaro replica mensagem ironizando baile funk

O documento assinado pelo líder da sigla diz que a conduta de Bia Kicis, “pública e reiterada, implica em ofensa inadmissível à imagem do partido, bem como evidencia ação contrária ao programa partidário”.

Nesta quarta, a briga interna do PSL ganhou um novo capítulo. Com a suspensão de Eduardo Bolsonaro e mais 17 parlamentares do partido por decisão do diretório nacional da legenda, a deputada Joice Hasselmann (SP) eleita nova líder do governo na Câmara. 

No meio da tarde, no entanto,  uma decisão da Justiça de Brasília suspendeu as punições dos 18 parlamentares.

    Veja Também

      Mostrar mais