Tamanho do texto

Presidente se referiu a ativista após questão sobre morte de indígenas no Maranhão: "falou que morreram porque estavam defendendo a Amazônia"

Bolsonaro arrow-options
Alan Santos/PR
Presidente lamentou espaço dado pela imprensa e chamou Greta Thunberg de "pirralha"

O presidente Jair Bolsonaro chamou nesta terça-feira (10) a ativista ambiental sueca Greta Thunberg, de 16 anos, de "pirralha" e criticou o espaço que a imprensa dá a ela. Bolsonaro se referiu a Greta quando questionado sobre a morte de dois indígenas guajajara no Maranhão , no sábado.

Leia também: Deputado que quebrou placa de Marielle discute e troca cusparadas com mulher em live

"Índio? Qual o nome daquela menina lá? De fora, lá? Greta. A Greta já falou que os índios morreram porque estavam defendendo a Amazônia. É impressionante a imprensa dar espaço para uma pirralha dessa aí. Pirralha", disse Bolsonaro , na saída do Palácio da Alvorada.

Após a morte dos indígenas, Greta escreveu em uma rede social que "os povos indígenas estão literalmente sendo assassinados por tentar proteger a floresta do desmatamento ilegal" e que é "vergonhoso que o mundo permaneça calado sobre isso".

Questionado novamente sobre a morte dos indígenas , Bolsonaro disse que "qualquer morte preocupa" e que é contrário a "tudo que for contra a lei".

Leia também: Governo de SP afasta mais 32 PMs envolvidos em operação em Paraisópolis

"Preocupa, qualquer morte preocupa. Nós queremos cumprir a lei, somos contra o desmatamento ilegal, somos contra a queimada ilegal. Tudo que for contra a lei nós somos contra", finalizou.