Tamanho do texto

Ex-chefe da Secretaria de Governo afirmou que governo não deve agir com conflito permanente, "como se tivesse sempre eleição na semana que vem"

 Carlos Alberto dos Santos Cruz%2C arrow-options
Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Carlos Alberto dos Santos Cruz,

Demitido do Ministério da Secretaria de Governo em junho, o general Carlos Alberto dos Santos Cruz afirmou nesta terça-feira (12), em sua conta do Twitter, que o governo deve evitar "extremismo irracional e conflito permanente". 

Leia também: Contas de Carlos Bolsonaro nas redes sociais são excluídas

"Governo eleito legitimamente não deve manter o perdedor diariamente na primeira página. Deve se consolidar com equilíbrio, práticas políticas honestas, transparência e resultados. Sem extremismo irracional e conflito permanente, como se tivesse sempre uma eleição na semana que vem", escreveu Santos Cruz



O general foi demitido por conta da  "falta de alinhamento político-ideológico" e embates com outros integrantes do próprio governo. O ex-ministro é desafeto declarado do filósofo Olavo de Carvalho, considerado o guru ideológico do presidente. O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), também comprou briga com o militar após troca de ofensas públicas com Olavo.