Tamanho do texto

Ex-presidente fez duras críticas às emissoras e disse que todas elas são uma "vergonha"; petista foi solto nesta sexta-feira (8)

Lula em cima de caminhão arrow-options
Paulo Pinto/FotosPublicas
Lula discursou por cerca de 45 minutos no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC

O ex-presidente atacou neste sábado (9) a Globo, a Record e o SBT durante discurso a apoiadores no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo. Enquanto falava, o petista fez uma pausa e disse que "lá em cima está o helicóptero da Rede Globo de televisão para falar merda outra vez sobre Lula e sobre nós". Ele foi solto nesta sexta-feira (8), menos de 24 horas depois de o Supremo Tribunal Federal determinar o fim de prisão após condenação em segunda instância.

Os ataques não se limitaram somente à TV Globo. "A TV do Silvio Santos [SBT] está uma vergonha, a Record está uma vergonha, a Globo está uma vergonha", afirmou Lula.

Leia também: O que pode acontecer com Lula após fim de prisão em segunda instância

O discurso de Lula foi feito em cima de um caminhão de som. Ele estava acompanhado do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, da presidente do PT, Gleisi Hoffmann, de Guilherme Boulos (MTST) e de João Paulo Rodrigues (MST).

Ao subir no veículo, ele foi ovacionado pelos apoiadores, recebido aos gritos de "Lula, livre" e acenou aos presentes. Diante da superlotação no entorno no sindicato, alguns militantes passaram mal e precisaram de atendimento médico, fazendo com que o próprio ex-presidente pedissem que essas pessoas fossem socorridas.

Leia também: Lula pergunta por Queiroz e diz que Bolsonaro não deve governar para milicianos

Lula cumpria pena até ontem no caso do tríplex em Guarujá. Ele foi condenado por recebimento de propina da empreteira OAS por meio do apartamento no litoral de São Paulo e estava preso há 580 dias. 

    Leia tudo sobre: Lula