Vereador
Reprodução
Em postagem nas redes sociais, Wilson já apareceu trajando camiseta com frase sobre prisão de Lula

Na manhã da última sexta-feira (25), três operações foram realizadas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado para combater fraudes e o crime organizadona cidade de Uberlândia, no estado de Minas Gerais. Um dos presos foi o vereador Wilson Pinheiro, do PP, que já teve autorização da Justiça para permanecer em prisão domiciliar devido ao seu estado de saúde.

Leia também: Caso Flordelis: conheça os personagens envolvidos na morte do pastor Anderson

Além de Wilson, outros dois vereadores foram presos nas ações realizadas pelos agentes: Alexandre Nogueira (PSD) e Juliano Modesto (SD). Os três, inclusive, deverão ter seus mandatos suspensos pela Câmara de Uberlândia, conforme informou o presidente da Casa, o vereador Hélio Ferraz 'Baiano' (PSDB).

A prisão de Wilson chama atenção não só pelo fato de já ter sido revertida em domiciliar, pelo fato dele estar se recuperando de um procedimento cirúrgico, mas também por um episódio recente de sua vida: em postagem nas redes sociais, Pinheiro apareceu trajando uma camiseta com os dizeres 'O Lula tá preso, babaca!' e segurando uma algema.

Agora, o vereador deverá usar uma tornozeleira eletrônica e não poderá deixar o perímetro de sua residência. Além disso, deve ter o salário suspenso pela Câmara de Uberlândia.

Leia também: Ladrões são presos enquanto faziam 'live' nas redes sociais após roubo; assista

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários