Hadad Lula 2022
Ricardo Stuckert
“O PT erra, o PT acerta. Mas tem uma densidade eleitoral importante”, afirma Haddad

"Este país só vai encontrar a paz no dia em que Lula subir a rampa do Planalto ”, afirmou o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT-SP), em depoimento ao site UOL e ao jornal Folha de S. Paulo , nesta segunda (21).

Leia também: Prisão em segunda instância no STF: o que está em jogo e quem pode ser afetado

Para o ex-ministro da Educação, Lula é um político incomum e demorará muitas décadas para que surja outra pessoa com tanto destaque político como ele.

O petista afirma que gostaria de ver o ex-presidente solto até as eleições de 2022, para que Lula possa decidir se irá concorrer à presidência – algo que o Haddad deseja.

“A Lava Jato pecou quando resolveu fazer política”, realçou afirmando que a operação atuou com desejo de criminalizar e não a partir de provas apresentadas pelo Ministério Público.

Haddad enxerga que se a centro-esquerda souber ‘jogar o jogo’, nas próximas eleições presidenciais ela vai estar representada no segundo turno. “O PT erra, o PT acerta. Mas tem uma densidade eleitoral importante”.

Leia também: STF retoma julgamento sobre prisão em segunda instância; acompanhe

Quando questionado qual será seu papel nas eleições de 2022 , afirmou que se sente membro de um grupo que irá disputar para ganhar. “Se eu vou ser o artilheiro, capitão do time ou técnico, nós vamos ver”, explica, afirmando que muito pode acontecer nos próximos três anos até as eleições.

    Leia tudo sobre: Lula

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários